Entre a dúvida e a fé


Quantas vezes pensamos que tudo o que está nos acontecendo faz parte de um sonho absurdo? No entanto, o irreal pode se mostrar bem palpável, infinitamente superior à nossa capacidade de conviver com ele, aceitá-lo ou mesmo de racionalizá-lo.
Há momentos em que respirar fundo, apenas, não basta. A energia negativa acumulada parece ser incapaz de escapar, apenas, com uma respiração pausada. Ela toma conta de cada um dos nossos poros, sem ser eliminada, mas apenas bloqueando a capacidade de trocar nossos pensamentos. Tentamos esquecer, momentaneamente, o que nos atormenta, mas ele retorna sorrateiramente, como quem diz: "Aqui estou. Não tens como escapar de mim!"
Queremos não pensar mais em tudo o que está acontecendo. Tentamos bloquear nossos pensamentos e mostrar que somos capazes de reagir racionalmente, colocar em prática tudo aquilo que já dissemos a respeito de "vencer os nossos medos". Mas, sabemos, apenas seguimos as regras do jogo que aceitamos e nos propusemos a jogar.
Mas não funciona bem assim. Há momentos em que precisamos de explicações que estão distantes de todos os nossos parâmetros de segurança.
Então, resta, apenas, nossa capacidade de acreditar. A fé que acumulamos nos bons tempos acaba norteando nossos reencontros: a capacidade de tocar a vida - o que fazer com o tempo e novas atividades; a capacidade de continuar acreditando nas pessoas - certos de que as decepções acontecem porque são seres humanos, com vontade de acertar. Mas que também podem errar. E a capacidade de se colocar nas mãos de Deus.
Quando ouvi uma senhora dizer em uma palestra que pedia: "Senhor, surpreende-me!" Pensei com meus botões: "E como!"
Leva-se um longo tempo para entender as "surpresas" de Deus. Mas elas estão escritas. Embora os cristãos não acreditem em destino, há um conjunto de acertos no universo que nos permite pensar no quando o dedo de Deus está presente.
Um dedo carinhoso, indicador, que aponta novos caminhos e permite redirecionar nossos destinos. Superando nossos receios e nossas frustrações.