Oração por um amigo que não encontrou o caminho


Pai, hoje encontrei meu amigo na Igreja.

Estava rezando. Tão concentrado que resolvi perguntar.

A resposta deixou-me profundamente triste:

Rezo para que Deus me dê muito dinheiro, um carro, uma casa

Só assim vou poder ter uma família.

Meu amigo ouviu o mesmo sermão que eu ouvi de um

Padre, também amigo, e não entendeu.

O padre dizia que não podemos pedir pouco, quando pedimos a Deus.

Pedir dinheiro, imóveis, qualquer conforto maior, é pedir pouco.

Para pedir, é necessário pedir muito:

Pedir para ser filho de Deus!!!

E se eu for filho de Deus, o resto virá com tranqüilidade.

E se não vier, paciência, não vai fazer falta.

Pai, mostra hoje para este meu amigo menino

Que é mais importante de tudo ser teu filho.

E irmão. Irmão de tanta gente que passa à minha volta.

Que dança a fantástica dança da vida.

Que me envolve como quem acaricia um amigo,

Olha em seus olhos,

E dá um abraço demorado.

Sabendo que, irmãos, também somos cúmplices

Em compartilhar a tua bondade.

Dá-nos a tua luz. A luz que abre nossos espíritos.

Que constrói a verdade em cada uma de nossas ações.

Amanhã, quando eu encontrar com meu amigo menino,

Meu Deus, não deixa que eu silencie.

Quero abraçá-lo, olhar em seus olhos e dizer:

Meu irmão, tu já tens o bem maior que todos os bens

Tu és meu irmão, portanto somos filhos de Deus.

Filhos amados de quem nos deu seu próprio filho.

Sei que ele vai entender, vamos abraçar os outros irmãos

E construirmos a nossa vocação:

Sermos autênticos filhos de Deus.